Instagram Facebook Twitter YouTube Flickr
21/05/2019

Prêmio Innovare tem 617 práticas disputando sua 16ª edição

Fonte: Innovare
Estado: DF
A 16ª. edição do Prêmio Innovare tem 617 práticas na disputa, este ano. O tema é livre em todas as categorias e haverá um prêmio destaque para a iniciativa que tiver como principal propósito a Promoção e Defesa dos Direitos Humanos. A partir deste mês os consultores do Innovare, advogados com grande conhecimento sobre o sistema de justiça brasileiro, iniciam as visitas às práticas em todos os estados. A verificação e os relatórios preparados por eles vão auxiliar os jurados na escolha dos trabalhos vencedores.
 
O anúncio sobre o total de práticas selecionadas para esta 16ª. edição foi feito durante a primeira reunião do Conselho Superior e da Comissão Julgadora do Innovare, em Brasília. Estiveram no encontro os ministros André Mendonça, da Advocacia-Geral da União (AGU); Sepúlveda Pertence, do Supremo Tribunal Federal (STF); Francisco Falcão, Gilson Dipp e Nancy Andrighi, do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e Ives Gandra e Lélio Bentes, do Tribunal Superior do Trabalho (TST). Também participaram a ex-advogada-geral da União, Grace Mendonça; a defensora pública do Rio Grande do Sul, Patrícia Kettermann; a juíza federal Taís Ferraz Schilling; a desembargadora do Tribunal de Justiça de São Paulo, Luciana Bresciani; o promotor de Justiça (SP), José Carlos Cosenzo; o consultor tributário Everardo Maciel; os advogados e professores Daniel Sarmento e Pierpaolo Bottini; a cientista política Maria Tereza Sadek e o economista Eduardo Vassimon, além dos diretores Sérgio Renault, Pedro Freitas e Antônio Claudio Ferreira Netto e o presidente do Conselho Superior Innovare, ministro Carlos Ayres Britto.
 
Do total de 617 práticas, a categoria que teve mais inscrições validadas foi Justiça e Cidadania (170 trabalhos), seguida de Ministério Público (165), Juiz (100), Defensoria Pública (78), Advocacia (57) e Tribunal (47). Entre os estados com maior número de práticas participantes estão São Paulo (99), seguido de Paraná (52) e Bahia (42).
 
O trabalho de verificação e entrevistas vai até o dia 6 de julho. Esta é uma das fases mais importantes da premiação, quando os consultores do Innovare visitam cada um dos selecionados, fazendo entrevistas e verificando o alcance de cada trabalho no local onde ele é executado. As práticas da categoria Justiça e Cidadania são visitadas por consultores do Data Folha. A partir das informações coletadas, os consultores preparam relatórios que colaboram com a avaliação da Comissão Julgadora.
 
Sobre os Direitos Humanos
 
Duas iniciativas relacionadas ao tema Direitos Humanos já foram premiadas pelo Innovare. Em 2017, os defensores Johny Fernandes Giffoni e Juliana Andrea Oliveira, da Defensoria Pública do Pará, receberam o prêmio por um trabalho que defendia os direitos indígenas. No ano passado, o Innovare premiou a RondaDH, relacionada aos moradores de rua, desenvolvida pelos defensores Carla Beatriz Nunes Maia e Renan Vinícius Sotto Mayor de Oliveira, num trabalho conjunto entre as defensorias públicas da União e do Estado do Rio de Janeiro. No entanto, o tema vem sendo tratado e destacado em outras iniciativas, como se pode constatar em pesquisas no banco de dados do Innovare.
 
Elaborada por representantes de diferentes origens jurídicas e culturais de todas as regiões do mundo, a Declaração Universal dos Direitos Humanos foi proclamada pela Assembleia Geral das Nações Unidas em Paris, no dia 10 de dezembro de 1948. Segundo informe 2017/2018 da Anistia Internacional, a discriminação e a desigualdade ainda predominam no continente americano, com altos índices de violência, desaparecimentos e detenções arbitrárias. O problema atinge também as populações indígenas, que têm negados seus direitos econômicos, sociais e culturais, como o direito à terra; e às mulheres e membros da comunidade de lésbicas, gays, bissexuais, transgêneros e intersexos (LGBTI).
Compartilhar no Facebook Tweet Enviar por e-mail Imprimir
AGENDA
27, 28 e 29 de agosto
Atividades legislativas
28 e 29 de agosto
CONIP 2019
4 de setembro de 2019
Assembleia Geral Extraordinária (AGE)
2 de outubro de 2019
Assembleia Geral Extraordinária (AGE)
12 de novembro de 2019
Assembleia Geral Extraordinária (AGE)
11 de dezembro de 2019
Assembleia Geral Extraordinária (AGE)
1º de outubro de 2019
Reunião de Diretoria da ANADEP
10 de dezembro de 2019
Reunião de Diretoria da ANADEP
12 a 15 de novembro - Rio de Janeiro
XIV Congresso Nacional das Defensoras e Defensores Públicos (CONADEP)
XIV CONADEP
ANADEP INOVA
Escola Nacional das Defensoras e Defensores Públicos do Brasil
Novas 100 regras de Brasília
COMISSÕES
TEMÁTICAS
NOTAS
TÉCNICAS
Acompanhe o nosso trabalho legislativo
NOTAS
PÚBLICAS
ANADEP
EXPRESS
HISTÓRIAS DE
DEFENSOR (A)