ÁREA RESTRITA

Busca Avançada
Notícias

19/06/2017 - 08:54

AL: Defensoria na Comunidade promove dia de cidadania para os moradores do conjunto Carminha

Fonte: ASCOM/DPE-AL
Estado: AL

A nova edição do Programa “Defensoria na Comunidade” atraiu centenas de moradores do Conjunto Carminha à ação promovida pela Defensoria Pública itinerante, nesta sexta-feira, 16, nas proximidades da Base de Polícia Comunitária da localidade. Com serviços que iam desde a já tradicional orientação jurídica e ingresso de ações cíveis a consultas de cardiológicas, nutricional, culturais, recreação e corte de cabelo, adultos e crianças puderam desfrutar de um dia de cidadania.
 
Em sua terceira visita no conjunto, a equipe do ônibus da Defensoria atendeu mais 200 moradores ofertando consultas de processos cíveis e criminais, orientação jurídica e o ingresso de ações cíveis e de saúde. Os atendimentos resultaram em 104 ofícios voltados principalmente a segundas vias e retificações de documentos, 23 triagens na área de saúde e 21 ações de guarda, retificação de documentos, divórcio e união estável.
 
“Perdi o meu registro de nascimento há muitos anos e, por isso, não tenho documento nenhum. Vou conseguir começar a resolver esse problema hoje. O momento também serve para que eu tire umas dúvidas sobre outras coisas”, comentou a assistida Simone da Silva.
 
Para a coordenadora do programa Defensoria na Comunidade, Taiana Grave Carvalho Melo, a ação foi muito proveitosa. “Estamos extremamente satisfeitos com os resultados da etapa. Pudemos esclarecer dúvidas de muitas pessoas e resolver questões importantes para a vida desses cidadãos”, pontua a defensora.
 
Além das ações da Defensoria Pública, aproximadamente 100 pessoas puderam contar com atendimento na área de cardiologia, como consulta e eletrocardiograma, disponibilizados pelo Expresso do Coração, ação social do Hospital do Coração e Sociedade Beneficente do Coração de Alagoas – CORDIAL, que visa promover saúde e qualidade de vida aos idosos.
 
Foi o caso da senhora Maria José da Conceição, 85 anos, que pode reiniciar o acompanhamento cardíaco interrompido há 7 anos em razão da distância e falta de recursos da família. “Tive AVC e infarto, fiquei cega e sofro paralisia. Tinha que fazer acompanhamento, mas vou aproveitar o dia e fazer tudo que não pude todos esses anos e espero dar continuidade depois, me cuidar mais”, comemorou.
 
Para o coordenador do Expresso do Coração, o médico José Wanderley Neto, o encontro de hoje é mais uma etapa de sucesso da parceria entre o Hospital do Coração e a Defensoria Pública. “Temos uma parceria de sucesso com a Defensoria Pública e agora decidimos unir nossos esforços e atuar conjuntamente. O Expresso do Coração foi criado para atender a população idosa, que é quem mais sofre com problemas cardíacos. Esta é uma ação que beneficia a população e agrega muito aos estudantes, pois possibilita conviver e aprender com aqueles que mais precisam da gente”, comentou.
 
Apaixonada pela leitura, a jovem Letícia Vitória, de 12 anos, não quis saber de nenhum outro serviço. Ela ficou encantada com o ônibus do BiblioSesc, levado pelo Serviço Social do Comercio (Sesc), junto com ações de cultura, nutrição e saúde bucal. “Isso é muito bom, têm muitos livros aqui, de todos os tipos. Eu gosto muito de ler, acho muito divertido, gostaria de ter uma biblioteca dessas na minha casa, porque eu ia pegar um livro todos os dias”, comentou a adolescente.
 
Os moradores tiveram, ainda, atendimento nutricional e corte de cabelo com equipe do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac).
 
Para o comandante da Base de Polícia Comunitária do Conjunto Carminha, sargento PM Abraão, a parceria entre as bases comunitárias e a Defensoria tem possibilitado a população um despertar na busca por direitos. “O Carminha é uma das comunidades mais carentes do Estado de Alagoas. As pessoas são carentes de tudo. A Defensoria vem nos ajudando muito, essas pessoas não têm documentos mínimos, estão à mercê de tudo. Com esse trabalho as pessoas podem ter acesso a coisas que não conheciam antes”, comentou.
 
“Quando a população tem acesso aos seus direitos fundamentais, isso é prevenção à violência, que é um dos nossos objetivos na Casa da Cidadania. A realidade da comunidade é muito precária, inclusive, no acesso aos serviços públicos, precisam de uma informação, de um auxílio para conseguir um médico, muitas vezes falta apenas um encaminhamento, não consegue um exame pré-operatório, a atuação da Defensoria nesses casos é essencial para efetivar esses direitos”, destaca a coordenadora da Casa da Cidadania, Maria de Fátima Oliveira.
 
O Defensor Público Geral do Estado, Ricardo Antunes Melro, destaca a intenção de inovar, sempre com o objetivo de facilitar a vida da população. “Não queremos trazer para a população apenas os serviços jurídicos. Buscamos parcerias. Alinhamos agendamentos com instituições que também fazem trabalhos voltados para a população carente. O Hospital do Coração, por exemplo, de pronto aderiu à idéia e agendou  seu programa Expresso do Coração para o mesmo dia e já informou que participará das demais Defensoria nas Bases Comunitárias, assim como também levaremos nossos serviços em conjunto com os que eles prestam no interior. O mesmo ocorreu com o Sesc e o Senac. Todos trouxeram serviços importantíssimos para a comunidade. Sem esquecer da Deputada Jo Pereira, que forneceu lanches para os assistidos. Vamos tentar trazer mais parceiros, tanto de setor público quanto do privado. Vamos sair das sedes e levar serviços para os bairros. Essa é a intenção e acredito que a população aprova. Para a próxima edição vamos tentar levar o Instituto de Identificação, a Anoreg (que representa os cartórios), serviços de odontologia com as faculdades etc. Enfim, a intenção é facilitar a vida da população que precisa desses serviços, sem precisar se deslocar de onde moram”, expôs.
 
O Programa Defensoria na Comunidade é um projeto desenvolvido pela Defensoria Pública, desde 2015, com apoio das Bases de Polícia Comunitária, lideranças de bairro e instituições de ensino, visando aproximar a instituição da população local e levar mais informação, cidadania e justiça aos bairros da capital.
 
A edição desta sexta-feira contou com o apoio a Núcleo de Polícia Comunitária do Estado, Casa da Cidadania do Carminha, Serviço Social do Comércio (Sesc) e o Hospital do Coração e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac).
 
Facebook Twitter Instagram YouTube Flickr

 

ANADEP - Associação Nacional dos Defensores Públicos
SCS Quadra 01 - Bloco M - Ed. Gilberto Salomão - Conj. 1301- CEP 70305-900
Brasília - DF - Tel: +55 61 3963-1747 - Fax: +55 61 3039-1763