ÁREA RESTRITA

 

Busca Avançada

Notícias

13/09/2011 - 10:28

Acre: Defensoria Pública ganha causa de criança desnutrida na justiça

Fonte: Defensoria Pública do Estado do Acre
Estado: AC

Defensoria Pública consegue na justiça decisão liminar contra o Estado do Acre a favor de criança portadora de desnutrição

Uma ação ajuizada pela Defensora Pública, Luiza Horta Cesário Rosa, a favor de uma criança, diagnosticada como portadora de desnutrição crônica, obteve sucesso na justiça.

Foi constatado por médicos, da Unidade de Pronto Atendimento 24 Horas – UPA24h, do 2º distrito, que a criança A.L.L.D., nasceu portadora de desnutrição crônica. E para que houvesse um bom desenvolvimento físico e mental, foi receitada a ingestão de suplementos especiais [leite NAM e Nestogênio].

Verbalmente, a mãe da menor foi orientada a procurar a Secretaria de Estado de Saúde do Acre – SESACRE, com o objetivo de protocolar o pedido da alimentação.

Somente 1 (uma) lata foi fornecida em meio as andanças. Como não houve sucesso na tentativa de conseguir todas as latas de leite prescritas, a mãe procurou a Defensoria Pública a fim de que providências fossem tomadas.

Para tanto, foi prescrito pela defensora, Luiza Horta, o fornecimento de 06 (seis) latas por mês por um período de 06 (seis) meses de leite em pó NAM 01 ou NESTOGÊNIO 01.

Quanto às condições familiares, a mãe da criança é analfabeta e não possui renda, enquanto o pai trabalha como caseiro em uma chácara, para o sustento da família, tornando assim impossível adquirir a alimentação especial que a criança necessita.

A Defensora Pública ajuizou a ação com o fundamento de que a Constituição Federal de 1988, em seu artigo 196, diz que a saúde é direito de todos e dever do Estado, cabendo ao estado resguardá-lo sob pena de afrontar o princípio da dignidade da pessoa humana.

O juiz, em sede de tutela antecipada, requereu o fornecimento de alimento suplementar, no prazo de 48 (quarenta e oito) horas, sob pena de multa diária no valor de R$ 1.000,00 (mil reais) por dia.

O alimento é necessário ao restabelecimento a saúde da criança, até o julgamento final do litígio, sob o argumento de que o Poder Público deve assegurar com absoluta prioridade, o fornecimento do leite especial, ante a necessidade de dar efetividade á tutela do direito á vida e a saúde, ambos os direitos assegurados constitucionalmente.

SOBRE A ANADEP

ESTATUTO

PRESIDÊNCIA

DIRETORIA

ESTRUTURA

ATUAÇÃO

ASSOCIAÇÕES E
DEFENSORIAS

ASSOCIAÇÕES ESTADUAIS

DEFENSORIAS PÚBLICAS

BIBLIOTECA

ARTIGOS

PUBLICAÇÕES

MONOGRAFIAS E DISSERTAÇÕES

LEGISLAÇÃO

JURISPRUDÊNCIA INTERNACIONAL

BANCO DE PRÁTICAS EXITOSAS

DIAGNÓSTICOS DA DP NO BRASIL

DEFENSORIA PÚBLICA E STF

LIVROS

MATERIAIS DE EVENTOS

INFORMATIVOS

     ANADEP ENTREVISTA

     ANADEP EXPRESS

BANCO DE IMAGENS

VÍDEOS

ASSESSORIA DE
COMUNICAÇÃO

EQUIPE

ATRIBUIÇÕES

CAMPANHAS

INFORMATIVOS

     ANADEP ENTREVISTA

     ANADEP EXPRESS

NOTÍCIAS

ÚLTIMAS

ANADEP NA MÍDIA

DEFENSORIA EM PAUTA

BANCO DE IMAGENS

VÍDEOS

EVENTOS

CONGRESSOS

COLAR DO MÉRITO

AGENDA

CONVÊNIOS

FALE CONOSCO

SCS Quadra 01 - Bloco M - Ed. Gilberto Salomão - Conj. 1301              CEP: 70305-900 - Brasília - DF              Tel | Fax: +55 61 3963-1747 | 3039-1763
CNPJ: 03.763.804/0001-30